A Palavra dos Leitores | 26-05-2009 11:39

Presidente da CAP não pode presumir-se dono do CNEMA para incutir represálias

Comentário à notícia: “Cnema recusa atribuir espaço de exposição a O MIRANTE na Feira de Agricultura”

Notícia em: http://www.omirante.pt/noticia.asp?idEdicao=54&id=30951&idSeccao=479&Action=noticiaAtendendo a que a Câmara Municipal de Santarém, na qualidade de segundo accionista do Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA), não tinha conhecimento desta situação absurda, é necessário e urgente que tome as providências necessárias, visando corrigir a manifestação despótica do senhor presidente da Confederação de Agricultores de Portugal (CAP).Sem tentar fazer juízos de valor relativamente à Confederação de Agricultores, nem tentar julgar o todo pela parte, não deixa de ser constrangedor a atitude do presidente, João Machado, numa ilustração perfeita do que são as más práticas democráticas que devem presidir ao relacionamento entre instituições e os órgãos de comunicação social.Existem meios judiciais próprios para dirimir eventuais quezílias institucionais e o senhor presidente da CAP não pode presumir-se dono da instituição que representa para incutir represálias a qualquer Jornal – “O MIRANTE” incluído, obviamente - ainda por cima, quando nada disso foi abordado nas reuniões da administração.Por causa destes “tiquezinhos” autoritários é que, hoje em dia, começa a respirar-se um ar impregnado daquilo que, era minha convicção, tinha sido banido em Abril de 1974.A atitude do presidente da CAP de retaliação e de persecução, em relação ao Jornal “O MIRANTE”, faz-me lembrar aquele dito que nos lembra que “quando a mensagem não é boa, mata-se o mensageiro!”. Francisco Gonçalves

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo