A Palavra dos Leitores | 13-11-2009 15:56

Ovos podres nas praxes do Politécnico de Tomar

Como leitora assídua do vosso jornal verifiquei que, na notícia do Primeiro Plano (página 3 da edição de 12 de Novembro 2009) relativamente ao Baptismo dos Caloiros do Instituto Politécnico de Tomar, dizem que os caloiros são ""convidados" a partir ovos podres na cabeça do companheiro da frente" e que, também no vídeo online fazem referência aos 'ovos podres'.Como antiga aluna da Instituição em questão, tenho a dizer que a utilização de 'ovos podres' no baptismo dos caloiros é proibida desde 2005, tendo sido os caloiros de 2004/05 os últimos a serem praxados com ovos podres. Penso que desde então é apenas permitida a utilização de ovos ditos 'bons'.Posto isto, a minha pergunta é: 'Eram com certeza ovos podres e os 'Srs Doutores' voltaram mesmo à antiga praxe, ou ocorreu algum erro na concepção da notícia??'Ana Silva Nota da redacção: Eram mesmo ovos podres.

Mais Notícias

    A carregar...
    Caipirinhas para todos os gostos
    Foto do Dia
    As caipirinhas são a aposta há oito anos da van food “Caipi Joca’s”, de Carlos Travessa, um dos presentes na 4.ª edição do Festival Reverence que decorreu nos dias 8 e 9 de Setembro, pela primeira vez, na Ribeira de Santarém. A residir em Salvaterra de Magos, o empreendedor de 38 anos começou o negócio juntamente a sua sócia, Josélia Godinho, de 33 anos, depois de ter tido muito sucesso com o seu bar exclusivo de caipirinhas nas festas de Salvaterra de Magos. O nome surgiu de uma junção de “Caipi” (caipirinhas), “Jo” (Josélia) e “Ca” (Carlos). Entre as várias caipirinhas à disposição, a que está no topo das preferências é a tradicional com cachaça.
    Foto do Dia | 22-09-2017

    Edição Semanal

    Edição nº 1317
    21-09-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1317
    20-09-2017
    Capa Médio Tejo