A Palavra dos Leitores | 13-01-2010 13:38

Mais de cinco horas à espera para remover cadáver

O médico só tem que verificar o óbito. Qualquer outra acção é da alçada das Forças Policiais e do Ministério Público. Qualquer médico pode verificar o óbito e passar o certificado com causa de morte indeterminada, que é o que faria o Delegado de Saúde. Antigamente estas verificações eram efectuadas simultaneamente pelo Delegado de Saúde, Delegado do Ministério Público e Forças Policiais, só que agora o Delegado do Ministério Público deixou de comparecer e dá as ordens por telefone. Os Delegados de Saúde também tem outros afazeres que andar a verificar óbitos e nem sempre existe um por cada Comarca. A recolha de vestígios, se se suspeitar de crime, cabe à autoridade policial e ao Ministério Público e esses podiam mandar retirar o suposto cadáver para acabar com esse triste espectáculo. Eu conheço um caso de um agricultor que morreu no meio do campo, foi chamado o INEM, tentou reanimar a pessoa, como não conseguiu porque o corpo já era cadáver, deixou-o ficar no meio do campo e mandou chamar o Delegado de Saúde para verificar o óbito. Isto é correcto? Eles não tinham já verificado o óbito? Se não tinham, praticaram um crime, porque abandonaram uma pessoa às portas da morte. Tudo isto é resultado das capelinhas que se organizam em corporações e quem se lixa é o Zé Povo. E ninguém tem tomates para alterar este estado de coisas.José Costa

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Médio Tejo