A Palavra dos Leitores | 21-09-2010 10:13

A localização do Centro Escolar Ourém Nascente

Na edição do passado dia 9 do corrente do vosso jornal, na secção Sociedade, foi abordada a localização do Centro Escolar Ourém Nascente, que a maioria PS, que preside à Câmara Municipal de Ourém, pretende implantar na povoação de Fontainhas, freguesia de Seiça. A notícia dá a entender que grande parte da população, pais de crianças em idade escolar incluídos, estará contra esta localização. Tal não é verdade. Com efeito, há muita, muita gente, pais incluídos, das freguesias de Seiça e Alburitel, como é o meu caso, que concorda e defende a localização prevista pela autarquia.E não é por mero capricho que o defendemos. Com efeito, a povoação de Fontainhas tem uma localização central no contexto das duas freguesias - Seiça e Alburitel - que pretende servir, facto que diminuirá os custos dos transportes escolares; o local previsto não é atravessado por nenhuma via rodoviária de grande movimento, ao contrário do que aconteceria na Alcaidaria, logo a poluição automóvel, sonora e atmosférica, não tem expressão; o centro escolar pelos serviços que presta e pelos empregos que cria a nível local contribui para a revitalização económica e social das duas freguesias, traduzindo-se num factor de povoamento que pode, por si só, estimular a demografia destas freguesias; o centro escolar nas Fontainhas contribui para reforçar junto das crianças as relações de vizinhança e o sentimento de pertença às suas comunidades - freguesias de Seiça e Alburitel.Importa ainda salientar que, ao contrário dos que defendem a localização na Alcaidaria, a maioria da população, incluindo pais de crianças em idade escolar, não trabalha em Ourém, mas sim nas freguesias referidas e noutras vizinhas, havendo também muita gente que inclusive trabalha nos concelhos vizinhos de Tomar e Torres Novas e cujos percursos diários seriam extremamente penalizados pela construção do centro escolar na periferia da cidade de Ourém.Por fim, a localização na Alcaidaria iria contribuir para periferizar ainda mais o povoamento em torno da cidade de Ourém, com graves custos ao nível do ordenamento do território.Paulo Henrique Santos Fonseca

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo