A Palavra dos Leitores | 01-12-2010 00:40

Moita Flores critica Governo por não orçamentar verbas para obras nas barreiras de Santarém

Em entrevista ao Jornal "Expresso" de 14 de Agosto de 2009, a pouco mais de um mês das eleições legislativas, à pergunta da jornalista Cristina Figueiredo, "Não vai votar PSD?", Moita Flores respondeu "Não vou votar em Manuela Ferreira Leite.". Logo em seguida, perante nova pergunta da jornalista, "É um eleitor de Sócrates quem fala?", o presidente da Câmara de Santarém respondeu, "Não sei, talvez". Dez dias mais tarde, em 24 de Agosto, a Câmara de Santarém atribui a José Sócrates a Medalha de Ouro da cidade, como prova de pura gratidão, isto nas palavras do presidente da edilidade, claro.Não deixa de ser curioso que o agraciado com tão distinta Medalha e a quem, ao que parece, a Câmara de Santarém deve tanta gratidão, não tenha incluído no Orçamento de Estado para 2011 qualquer verba para as obras de consolidação das encostas da cidade. Mas o mais curioso é que, depois de ter publicamente assumido tanta afinidade com as políticas do actual primeiro-ministro, o presidente da Câmara de Santarém venha, agora, solicitar ao vereador do PS, António Carmo, informações sobre a nega do Governo PS. Será que com tantos miminhos e elogios trocados entre si, o presidente Moita Flores não ficou, ao menos, com o número do telemóvel do primeiro-ministro? Em alternativa, tem sempre a hipótese de enviar, ao senhor agraciado, um e-mail, nem que para isso se sirva de um "Magalhães", tão propagandeado pelo inestimável amigo.Vá lá uma pessoa entendê-los. Francisco Gonçalves

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo