A Palavra dos Leitores | 04-07-2011 07:56

Carta aberta ao presidente da Câmara de Santarém a propósito do barulho das festas realizadas no “El Galego”

Caro Sr. Rui Pedro Horta. Li a sua carta ao Presidente da câmara de Santarém. Como o compreendo! Vivi durante uns anos em frente ao "queimódromo" do Porto, local onde se realizam, por enquanto, os concertos nocturnos da Queima das Fitas da Universidade do Porto. Durante 8 noites consecutivas, milhares de pessoas são impedidas de dormir porque a Câmara Municipal entende colocar-se acima da Lei permitindo a indigna usurpação de direitos fundamentais e de necessidades vitais (ou podemos dispensar-nos de dormir?). Apesar das inúmeras diligências, não conseguimos colocar um termo nessa vergonha. Tem toda a razão! para além da violação de direitos, prima uma total falta de ética e de bom senso! Lamentavelmente, este tipo de acontecimentos e violações da Lei, com o argumento pernicioso de que se trata de excepções, são incompreensivelmente comuns neste país. A Lei existe mas não é cumprida e quem deveria dar o exemplo - entidades oficiais - apostando numa pedadogia edificante e na prevalência de valores com a justiça e a equidade parece deixar-se corromper por outro tipo de interesses, nada dignificantes. Isto atesta bem o estado em que este país se encontra com os decisores que tem à sua frente! Não precisavam estes de ser versados em leis ou em ética, bastaria o elementar e universal (era bom!)princípio: "a minha liberdade acaba onde começa a do outro". Caro Senhor Rui Pedro Horta, felicito-o por "dar a cara". Muitos acobardam-se e outros acomodam-se. É uma pena! Se houvesse um verdadeiro exercício de cidadania este País não era assim! Força!! Paula Nogueira Paula Nogueira

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Vale Tejo