A Palavra dos Leitores | 04-07-2011 07:58

Um casal que não vê mas que vive a vida intensamente

Conheço o António e a Manuela, moram perto de mim. Já tenho comentado várias vezes como é que andam tão ligeiros na rua, isto para uma pessoa que vê torna-se complicado entender como é possível. Lembro-me sempre deles e não só como de mais cegos que existem em Alverca e como conseguem andar naquela rua da Estação que está um caos. É de lamentar que ainda não tivesse sido resolvido esse problema, já que têm estado com a "mão na massa". Esperam porquê para o fazerem? Estou maravilhada com a história destas pessoas, que mesmo morando perto desconhecia. Que valor tão grande elas têm. Para eles e para o filho que vejo acompanhá-los tantas vezes, as maiores felicidades. Maria Alice CarvalhoSão pessoas destas que nos encorajam a denunciar situações menos boas. São um verdadeiro exemplo de vida para todos aqueles que se queixam de tudo e de todos. Felicidades para este casal. Na realidade quando ando a pé reparo nos buracos, quer dos passeios quer das estradas e quando denuncio certas situações não é para criticar simplesmente, nem "sair" na televisão, rádios ou jornais, mas tão somente para alertar, para quem de direito reparar, pois há problemas que pouco custam financeiramente mas a sociedade agradece. Já tenho ajudado uma jovem invisual a chegar até ao comboio e é extraordinário o sentido de orientação dessas pessoas, são um verdadeiro exemplo. Glória Cordeiro

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Vale Tejo