A Palavra dos Leitores | 10-07-2011 01:30

Resposta a cartas de protesto por causa do ruído de festas "El Galego" em Santarém

Venho por este meio mostrar a minha indignação pelo teor das cartas assinadas por Rui Pedro e Paula Nogueira, relativas ao ruído de festas. Em primeiro lugar, só houve naquele espaço duas festas, uma das quais acabou às 2 da manha e a outra as 5.30. Uma era uma festa de solidariedade e a outra era um evento cultural de música. Estes eventos servem para promover a cidade e são um encontro de culturas e de gerações. Eu também já vivi ao pé de espaços de animação nocturna que fechavam a altas horas da manha e tenho 2 filhas, as quais foram criadas sem problemas nenhum e dormiam. A senhora Paula Nogueira diz que estas situações atestam o estado a que o país chegou. Eu tenho uma resposta para isso. Sim, este país anda a dormir e quer continuar a dormir, especialmente a cidade de Santarém. São pessoas que não deixam Santarém evoluir. Santarém é uma das cidades mais lindas de Portugal mas é uma das menos visitadas pelos portugueses e pelos turistas porque pessoas como estas não deixam os habitantes viver durante a noite. Porque é que elas não desenvolvem e não fazem crescer a cidade durante o dia? Ou Santarém ainda é uma cidade dormitório? E será que só temos liberdade quando os outros quiserem? Por favor deixem Santarém viver e não sufoquem esta cidade porque ela precisa ter vida. Ricardo Quaresma - K_management

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Vale Tejo