A Palavra dos Leitores | 20-03-2012 08:24

Golegã demite-se da direcção da Resitejo devido às dívidas de Santarém e de Torres Novas

Onde todos pagam nada é caro. Porque motivo a Resitejo - Associação de Gestão e Tratamento de Lixos do Médio Tejo, não faz prevalecer esta regra? Porque razão os munícipes pagam as taxas de recolha de resíduos sólidos às autarquias de Santarém e Torres Novas (e possivelmente haverá outras) ficando os citados valores em caixa ou então a subsidiar outras intervenções? Não saquem a massa assim à descarada ficando com ela para tapar outros buracos. Enquanto as autarquias como a câmara da Golegã, tiverem possibilidade de cumprir com os compromissos estão sempre à vontade para tomar posições desta natureza. Estão de parabéns mas não fazem mais que a sua obrigação pois o serviço prestado aos munícipes é pago em devido tempo, com algumas excepções, certamente. O presidente da Resitejo disse que não fazia comentários à decisão da Câmara da Golegã porque ainda não tinha tido acesso aos fundamentos da mesma. Com afirmações destas as autarquias poderão ficar mais descansadas. Será que as autarquias em causa estão actuar bem cobrando aos munícipes e não pagando à Resitejo?José Cunha Notícia relacionada: http://www.omirante.pt/index.asp?idEdicao=54&idSeccao=479&id=50155&Action=noticia&title=Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1359
    11-07-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1359
    11-07-2018
    Capa Médio Tejo