A Palavra dos Leitores | 25-01-2013 09:02

Ministro incita empresas a aproveitar as potencialidades da mão de obra jovem

Caros amigos. Num país onde o consumo abranda progressivamente, num país pobre em recursos e matérias primas essenciais a transformação e a criação de novos produtos e num país onde os impostos e os deveres são demasiados pesados para as empresas e os direitos quase inexistentes, quem se arrisca a investir na juventude? "Só se for em estágios a custo zero", onde o futuro jovem formado fará os trabalhos de varredor de chão e limpador de sanitas e todo o tipo de trabalho que liberta os empregados da empresa de modo a que estes desempenhem outras funções. Portugal é um país de serviços onde muito desses serviços são ameaçados por aqueles que trabalham na obscuridade fugindo aos impostos. quanto ao Jovem, este corre demasiados riscos se tentar implantar as suas ideias por conta própria. PauloNotícia relacionada: http://semanal.omirante.pt/index.asp?idEdicao=583&idSeccao=9946&id=88592&Action=noticia&title=Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo