A Palavra dos Leitores | 14-11-2013 10:04

Câmara de Tomar cobra cem euros a livraria pela utilização da biblioteca para lançamento de livro

E continua-se a gastar milhões com problemas de lana camprina! Imagine-se as horas/homem consumidas a todos os níveis da autarquia com este problema, podendo-se deduzir que para grandes assuntos de elevado interesse para ao município as 24 horas do dia mais as 8 da noite não sejam suficientes! Este triste exemplo é demonstrativo de como as leis e os regulamentos que regem Portugal, dito moderno, são insuficientes e ou ineficazes permitindo que as autarquias tenham comportamentos como se tratassem de estados dum país federal ou como feudos até porque as autarquia continuam sob o signo monárquico com bandeira e brasão como nos tempos medievais não obstante o regime republicano já ter um século! A manter-se bandeiras e brasões melhor será as divisões administrativas voltarem a ter as nobres designações de principados, ducados, marquesados, condados, etc,. e com moeda própria cunhada com as esfinges dos senhores feudais!Manuel PeñascosoNotícia relacionada: http://www.omirante.pt/index.asp?idEdicao=54&idSeccao=479&id=66491&Action=noticia&title=Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo