A Palavra dos Leitores | 27-08-2015 12:18

Oliveiras centenárias abatidas para dar lugar a aterro em Azambuja

Os sobreiros sei eu que são árvores protegidas e mesmo assim ainda há quem os corte, de vez em quando...com autorização e sem autorização. Quanto às oliveiras também sei que há algumas que têm centenas de anos e que por isso estão classificadas, não podendo ser abatidas. Quanto às restantes oliveiras penso que podem ser cortadas. Sou a favor da preservação mas não sou a favor da preservação de tudo e mais alguma coisa. Neste caso as oliveiras são arrancadas para construir um aterro...mas podiam ter sido arrancadas para colocar oliveiras mais produtivas, por exemplo. De que me vale ser proprietário de um olival que só me dá despesa? Já agora, quanto aos aterros, toda a gente é contra mas toda a gente produz lixo e ele tem que ir para algum lado.Cumpram-se as normas técnicas e ambientais.Bernardo Godinho Pereira : http://semanal.omirante.pt/index.asp?idEdicao=718&id=111186&idSeccao=12978&Action=noticia#.Vdjxr_a6fIU

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Vale Tejo