A Palavra dos Leitores | 17-11-2015 01:26

Agentes da PSP de Vila Franca abalados com suicídio de ex-colega

A situação dos agentes da PSP e da GNR não se resolve com consolações. Resolve-se com a questão dos horários, das regalias sociais e outras questões que a anterior ministra não quis resolver. Não lembra ao diabo que os polícias tenham de fazer semanalmente mais de 50 horas e não saibam qual horário do dia seguinte.José Júlio Gonçalves Antunes E aqueles que, embora não cheguem ao extremo de pôr termo à vida, são vítimas do stress e do cansaço que fazem com que o coração os atraiçoe? Não chegam as consultas de psicologia, ainda por cima de dois em dois anos. O que interessaria talvez, seria dar a estes homens melhores condições de trabalho e por sua vez dar-lhes também condições de poderem trabalhar mais perto das suas famílias, poismuitos agentes estão a trabalhar a centenas de quilómetros de casa e das pessoas que lhes podem dar o apoio que necessitam. Os meus pêsames à família e aos colegas, pois todos juntos são uma família. Eva PereiraLamento qualquer morte de um ser humano. Um agente de uma força de segurança tem problemas específicos e corre riscos que devem provocar muito stress. Considero que o maior inimigo de todos nós é a forma como está organizada a sociedade e o trabalho. Ritmos de trabalho violentos, salários baixos, empregos cada vez mais longe de casa e tempo de lazer quase inexistente. Somos escravos da era moderna e esta violência vai-nos desgastando de uma forma invisível levando muitas pessoas ao desespero. Leio que o consumo de ansiolíticos e outros medicamentos para stress aumenta de ano para ano. Eu sei o que me fazia bem mas não me posso dar ao luxo de abandonar o que faço. Leandro : http://www.omirante.pt/index.asp?idEdicao=54&idSeccao=479&id=86257&Action=noticia&title=Coment%C3%A1rios#.Vkor7_nNzIU

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo