Arquivo | 18-01-2005 19:07

Alteração da Linha do Norte em Santarém definida até Abril

A Refer deverá apresentar, até final de Abril, uma proposta de alteração de traçado da linha-férrea do Norte junto a Santarém, respondendo a uma aspiração antiga do município, disse o presidente da Câmara Municipal.Na reunião de Câmara de segunda-feira, Rui Barreiro (PS) adiantou que teve uma reunião com a Refer, na qual foram analisadas propostas preliminares para a nova localização da estação ferroviária de Santarém, um projecto que o autarca diz acreditar, com "optimismo moderado", que avance de facto desta vez.Tendo em conta que está em curso a revisão do Plano Director Municipal (PDM), Rui Barreiro entende que esta é a "altura certa" para a definição do traçado da linha de caminho de ferro do Norte, que sofrerá alterações entre as estações de Vale de Santarém e Vale de Figueira."Esta mudança irá permitir que, em tempo de cheia (do Tejo), a linha se mantenha em circulação e que os transportes entre Lisboa e o Porto se façam com outra velocidade", uma vez que a passagem pelo interior da Ribeira de Santarém obriga a uma diminuição da velocidade devido à trepidação que causa nos edifícios, disse.No entender do autarca, "é importantíssimo" que se consiga transferir a estação de Santarém para um local onde seja possível construir um nó rodo-ferroviário que facilite a ligação às auto-estradas que atravessam o concelho e que permita o crescimento das zonas industriais e da própria cidade.A proposta da Refer "ainda apresenta algumas questões que não estão decididas", disse o autarca, acrescentando que até final de Abril deverá ser apresentado um projecto "já com claros indicadores que possam ser considerados pela equipa que está a rever o PDM". Segundo o presidente da Câmara, vão ser precisos 10 hectares para a nova estação e ainda terá de ser definido o corredor para a linha-férrea.O autarca, que se fez acompanhar na reunião dos presidentes das juntas de freguesia da Ribeira de Santarém, Alcanhões, Vale de Santarém e Vale de Figueira, defendeu que as estações destas duas freguesias se mantenham, ficando um apeadeiro em Alcanhões.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo