Arquivo | 16-02-2005 16:20

PS de Torres Novas acusa PSD de “desonestidade política”

Os socialistas de Torres Novas desmentiram, em conferência de imprensa, um comunicado do PSD, no qual o partido “laranja” anunciava como sendo da sua responsabilidade algumas obras municipais realizadas durante os mandatos liderados pelo PS.Para os socialistas trata-se de “uma atitude de desespero total” e de um comportamento que denota “desonestidade política sem precedentes”. Entre as obras anunciadas pelo PSD surgem o viaduto de Rio Frio, o palácio dos desportos, as novas piscinas e a nova biblioteca cujos trabalhos estão em curso ou ainda não começaram, no caso da biblioteca.Para desmentir formalmente o que o PSD anunciava, a concelhia socialista de Torres Novas convocou uma conferência de imprensa na tarde de segunda-feira, dia 14. O PS recordou que foi no Governo liderado por António Gueterres que Torres Novas viu aprovado o seu Programa Turris XXI, que mudou a face da cidade.Devido a esse programa, foi possível estabelecer contratos-programa com a Administração Central para financiamento das obras projectadas para a cidade.“É vergonhoso e repudiante que queiram apoderar-se da autoria de obras com as quais pouco ou nada têm a ver”, afirmam os socialistas. E numa troca de “galhardetes” aconselham Mário Albuquerque, candidato do PSD pelo distrito de Santarém e governador civil com o mandato suspenso, a visitar as estações de tratamento de águas residuais (ETAR) do seu concelho (Ourém) em vez de se preocupar com as de Torres Novas. “Teria sido mais sensato se em vez das ETAR tivessem visitado as obras que dizem ser suas, como, por exemplo, o Palácio dos Desportos”.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Vale Tejo