Arquivo | 11-04-2006 16:52

Piscinas cheias de mazelas

As piscinas municipais de Coruche estão outra vez com problemas. Desta feita, a deficiência detectada reside na elevada condensação e humidade que se gera no interior das instalações.Como recordou o vereador da CDU, Ricardo Raposo, na última reunião do executivo municipal, o ambiente húmido é tão forte no interior do recinto que muito material se vai oxidando e até um tecto em pladur já cedeu.Situações como a criação de estalactites nos tectos e água que pinga do tecto para o chão do corredor de acesso às bancadas da piscina são outros problemas causados pela elevada humidade dentro do recinto.Segundo explicou o presidente da câmara, Dionísio Mendes (PS), já se realizou uma reunião com a empresa projectista FCO, na qual não se fez representar a empresa construtora das piscinas, Teixeira Duarte SA.O projectista da obra apontou falhas no sistema de evacuação de ar que deveria evitar a condensação no interior das piscinas mas que não possui potência suficiente.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo