Arquivo | 24-05-2006 08:28

Município de Benavente apreensivo com TGV

O Município de Benavente está preocupado com o eventual atravessamento do concelho pela rede do comboio de alta velocidade e TGV. Segundo o vereador Miguel Cardia, tudo aponta para que o concelho seja atravessado pela linha. “O cenário que nos foi colocado é preocupante. A solução de traçado da Ota/Lisboa directamente a Norte do Tejo será numa zona onde vivem cerca de dois milhões de pessoas e a Sul do Tejo é uma área muito florestal. Perante as duas soluções, o Governo estará a preparar-se para adoptar a solução do lado de lá do Tejo”, disse o autarca.“Se o Governo optar pelo troço Ota/Lisboa, entrando pela margem sul do Tejo, é quase inevitável que o TGV passe pelo nosso Município”, acrescentou.A câmara não quer ser confrontada com o facto consumado e exige ser ouvida durante a elaboração do estudo prévio. “Queremos ser parte integrante, acompanhando a evolução desse estudo, uma vez que em relação a uma das nossas principais riquezas, que é a natureza, temos maus exemplos com o traçado da A13 e da A10”, disse o autarca com o pelouro do Urbanismo.Face ao cenário existente, Miguel Cardia pediu aos serviços técnicos que elaborassem uma informação no sentido da câmara poder tomar uma posição, “fundamantando da melhor forma a sua posição”. O autarca anunciou ainda a intenção de contactar os municípios vizinhos para saber a sua posição relativamente a esta matéria e concertar uma posição.No dia 9 de Maio, Miguel Cardia e dois técnicos da divisão de planeamento da câmara reuniram com representantes da empresa GIBB (responsável pela elaboração do estudo prévio para o traçado do TGV) e da empresa RAV que está a liderar todo o processo conducente à implementação da “Rede de Alta Velocidade” em Portugal.Segundo o vereador, a reunião teve como objectivo consubstanciar tecnicamente a informação que conduzirá a Câmara Municipal de Benavente à tomada de uma posição.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo