Arquivo | 28-12-2011 10:28

Desmor apresenta maior orçamento de sempre e menor dependência da Câmara de Rio Maior

Desmor apresenta maior orçamento de sempre e menor dependência da Câmara de Rio Maior
A Desmor - Empresa Pública Municipal de Gestão Desportiva de Rio Maior vai apresentar em 2012 o maior orçamento de sempre, superior a 2,3 milhões de euros, ao mesmo tempo que consegue baixar a dependência financeira do município para menos de 30 por cento (29,89 por cento), quando essa dependência era de 42,88 por cento em 2008. O documento foi discutido em reunião do executivo municipal, tendo sido aprovado por maioria, com os votos favoráveis da maioria PSD/CDS-PP/ACIRM e a abstenção dos vereadores do PS. Na defesa das contas o administrador-executivo da Desmor salientou o facto de, apesar de a receita proveniente de entidades públicas estar a diminuir, a venda de estágios desportivos ter permitido à Desmor aumentar a receita total para cerca de 2,32 milhões de euros, o maior valor de sempre da empresa municipal, face a 1,91 milhões de euros em 2008, o que representa uma subida de 21,18 por cento. “A eficiência energética não está a funcionar e os gastos com gás aumentaram 100 por cento face ao que estava orçamentado, mas a Desmor conseguiu suportar esse encargo sem apoio da autarquia”, lembrou Carlos Coutinho.O administrador-executivo da Desmor apontou ainda outros dados relativos às contas dos últimos anos, sublinhando que essa tendência deve continuar em 2012. A facturação aos clubes do concelho pela utilização das infraestruturas desportivas diminuiu de 172.931 euros em 2008 para 78.699 euros em 2011, enquanto o gasto com a dinamização da actividade física e desportiva no 1º ciclo do ensino básico passou de 88.800 euros para 58.500 euros no mesmo período. Destacou ainda a diminuição da comparticipação do Instituto do Desporto de Portugal para o Grande Prémio de Marcha de Rio Maior, através do Clube Natação de Rio Maior, de dez mil euros para 1.500 euros e comparou os investimentos realizados pela Desmor nos últimos anos: 2008 (42.872 euros), 2009 (31.184 euros), 2010 (118.800 euros) e 2011 (44.175 euros), este até Outubro.No actual cenário a câmara também aprovou um protocolo global de transferência de 694.800 euros para a Desmor (57.900 euros por mês), para manutenção de infraestruturas geridas pela Desmor, o que representa 39,71 por cento daquele encargo. A proposta de Orçamento da Desmor para 2012 mereceu a abstenção dos vereadores do PS e Carlos Nazaré justificou esse voto com a expectativa de que as contas da 2011 da empresa municipal, a aprovar em Março, validem a estratégia de gestão seguida.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo