Arquivo | 04-01-2013 13:15

Tribunal condena 12 homens a penas de prisão por falsificarem cheques na Grande Lisboa

O Tribunal de Sintra condenou hoje a penas de prisão 12 homens acusados de pertencerem a uma rede que assaltava marcos de correio na Grande Lisboa para falsificação de cheques e absolveu todos os arguidos (39) de associação criminosa.A condenação mais elevada, 18 anos de prisão, foi aplicada a Ângelo João por o tribunal ter provado que foi o autor de dezenas de contas bancárias sob identidades falsas.O homem foi condenado em cumulo jurídico por burlas qualificadas, receptação de cheques e branqueamento de capitais.Os dois arguidos que estavam acusados de serem os cabecilhas do grupo foram condenados a 15 e a 13 anos de prisão por crimes de furto qualificado, violação de correspondência, falsificação de documentos agravada, burla qualificada e receptação.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo