Arquivo | 05-01-2013 19:44

Meio milhar de pessoas protesta em Odivelas contra extinção de freguesias

Mais de um milhar de pessoas manifestou-se hoje em Odivelas contra a proposta de agregação de seis das sete freguesias do concelho, no âmbito da Reforma Administrativa do Território.A rotunda do Senhor Roubado, às portas de Lisboa, foi o palco escolhido para a ação de protesto, convocada pela Câmara de Odivelas e pelas sete juntas de freguesia.A ação, designada “Manifestação Cultural”, contou com a participação de grupos corais, ranchos folclóricos e outras coletividades do concelho de Odivelas que, de uma forma artística, demonstraram a sua oposição à extinção de freguesias.De acordo com a proposta apresentada pela Unidade Técnica para a Reorganização Administrativa do Território(UTRAT), Odivelas, que tem atualmente sete freguesias, ficaria com quatro, em resultado da agregação de Caneças com a Ramada, Famões com a Pontinha e Olival Basto com a Póvoa de Santo Adrião.“Odivelas não tem um problema de freguesias a mais. Bem pelo contrário. Juntar mais território e mais freguesias vai tornar a situação insustentável”, afirmou aos jornalistas a presidente da Câmara de Odivelas, Susana Amador(PS).A autarca socialista criticou o facto de não terem sido feitos estudos científicos e académicos para averiguar a viabilidade de se agregarem freguesias em Odivelas.“Nenhuns estudos foram feitos. A opção territorial que nos apresentam vai prejudicar a eficiência da nossa intervenção e colocar os munícipes mais distantes do poder local”, alertou.Alguns autarcas ouvidos pela agência Lusa sublinharam também para as consequências negativas de se eliminarem freguesias“A freguesia da Ramada era um lugarejo antes de chegarmos e hoje é um local de destino em crescimento. Eliminar a freguesia será hipotecar o seu futuro”, alertou o presidente da junta da Ramada, Francisco Bartolomeu(CDU).Por seu turno, o presidente da junta de Olival Basto, Joaquim Farinha, lembrou que a sua freguesia é aquela que tem mais população idosa e que se for extinta o apoio social que presta pode desaparecer.“Somos a junta de freguesia mais idosa. A população vive isolada desde que foram construídas a CREL(Circular Regional Exterior de Lisboa) e a CRIL (Circular Regional Interna de Lisboa) por isso não vai aceitar de bom grado a mudança para a Póvoa de Santo Adrião”, advertiu.O concelho de Odivelas, criado em 1998, é dos concelhos mais jovens do país, ocupando 26,6 quilómetros quadrados e com uma população de 144 mil habitantes.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo