Arquivo | 11-01-2013 16:43

GNR detém homem foragido há três meses por produção e venda de canábis no Algarve

A GNR anunciou hoje a detenção, em Lisboa, de um homem foragido há três meses por pertencer a uma das principais unidades de produção, abastecimento e venda de canábis no Algarve, desmantelada pelas autoridades em Olhão.Fonte do Comando de Faro da GNR adiantou à agência Lusa que o homem, sueco, com cerca de 40 anos, estava em fuga desde 14 de Outubro, quando aquela estrutura, em Moncarapacho, Olhão, onde residia, foi desmantelada, e o seu irmão detido.A fuga, que durou cerca de três meses, obrigou o homem a evitar permanecer nas habitações que possui e a levar os filhos para zonas distantes da sua residência, andando constantemente em movimento pelo país e possivelmente estrangeiro.Depois de terem detido, em Outubro, o irmão - que aguarda julgamento em prisão preventiva -, as autoridades surpreenderam o fugitivo, na quinta-feira à noite, quando aquele saía de um café na zona de Belém, em Lisboa.Em comunicado, a GNR acrescenta que o homem se encontrava com uma aparência alterada, com cabelo grande e pintado de cor diferente da original e barba.As autoridades apreenderam-lhe um veículo Todo-o-Terreno, com o qual se deslocava, e que se veio a verificar ter sido furtado em Espanha em 2009.As buscas realizadas em Outubro revelaram uma estufa de plantas de canábis dissimulada numa cave por debaixo de um galinheiro, equipada com sofisticados sistemas de segurança, iluminação e rega, adiantou à Lusa a mesma fonte da GNR.Da operação resultou a apreensão de cerca de cinco quilos de canábis seca, embalada e pronta a comercializar, 200 pés de canábis verdes, material de acondicionamento e embalagem e de dois veículos furtados, com matrículas falsas.Com a detenção, a GNR encerrou a investigação, considerando que foi desmantelado “um dos principais pontos de produção, abastecimento e venda de canábis na zona de Olhão e Tavira”, disse a mesma fonte.O crescimento das plantas fazia-se através do sistema de hidroponia – processo em que as raízes da planta entram em contacto apenas com água -, com um elevado nível técnico.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo