Arquivo | 24-01-2013 00:05

Défice das administrações públicas em contabilidade pública fica a 699 ME do limite da ''troika'' em 2012

O défice das administrações públicas em contabilidade pública atingiu os 8.329 milhões de euros, cerca de 5% do Produto Interno Bruto (PIB), cumprindo por 699 milhões de euros o limite estabelecido no Programa de Assistência Económica e Financeira (PAEF).De acordo com os dados hoje divulgados pela Direcção-geral do Orçamento (DGO), na síntese de execução orçamental que fecha o ano de 2012, o défice em contabilidade pública e segundo os critérios acordados com a ‘troika’ ficou-se pelos 8.329 milhões de euros (5% do PIB), quando o limite um limite estabelecido com a 'troika' era de 9.028 milhões de euros (5,4% do PIB).Estes números já tinham sido avançados pelo ministro das Finanças, Vítor Gaspar, em conferência de imprensa na segunda-feira em Bruxelas, após uma reunião do Eurogrupo.Em comunicado, o Ministério das Finanças diz que “o cumprimento sistemático dos objectivos estabelecidos e as sucessivas avaliações positivas da execução do Programa de Ajustamento Económico Financeiro realizadas pelos nossos parceiros internacionais, permitem um aumento da confiança dos credores e investidores internacionais na economia portuguesa e na capacidade de Portugal efectuar um ajustamento bem-sucedido”.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo