Arquivo | 02-10-2013 23:50

Cristiano Ronaldo celebrou com bis o 100.º jogo europeu

O futebolista português Cristiano Ronaldo celebrou hoje com um “bis” o seu 100.º encontro nas taças europeias, na goleada do Real Madrid ao FC Copenhaga (4-0), mais de 11 anos após a estreia, com a camisola do Sporting.Aos 28 anos, o madeirense totaliza 100 jogos e 56 golos na Europa, ao serviço dos “leões”, do Manchester United e dos “merengues”, para apenas um título, a Liga dos Campeões de 2007/2008, arrebatada ainda pelos “red devils”.Hoje, no Estádio Santiago Bernabéu, o “7” dos “merengues”, que marcou os dois primeiros golos (21 e 65 minutos), tornou-se o sexto internacional luso centenário, sucedendo a Figo, Rui Costa, Simão, Vítor Baía e Deco.Se em matéria de jogos, Cristiano Ronaldo ainda é apenas o sétimo da lista, no que respeita a golos é já o segundo e só a um “mísero” golo do “rei” e bicampeão europeu Eusébio, que apontou 57 nas taças europeias, em apenas 75 encontros.Como na selecção lusa, o “7” do Real Madrid, clube pelo qual assinou até 2018, deverá bater os recordes lusos de jogos e golos nas taças europeias, aventura que iniciou há mais de uma década, no antigo Estádio José Alvalade.A 14 de Agosto de 2002, o avançado português, então com 17 anos, foi lançado pelo romeno Laszlo Bölöni aos 58 minutos, substituindo o espanhol Toñito, frente ao poderoso Inter de Milão, num embate que acabou empatado a zero.O Sporting acabou eliminado da “Champions” pelos italianos, depois de um desaire por 2-0 em San Siro, onde Ronaldo não jogou, mas o jogador luso ainda disputou mais dois jogos pelos “leões”, na primeira ronda da Taça UEFA.Cristiano Ronaldo entrou ao intervalo na recepção ao Partizan (1-3) e, depois, foi titular em Belgrado, onde a equipa lisboeta caiu no prolongamento (3-3), já sem o jovem extremo, substituído aos 74 minutos.Na época 2003/2004, ainda começou no Sporting, mas, após um particular com o Manchester United, na inauguração do novo Estádio José Alvalade, foi contrato pelos “red devils”, pelos quais haveria de jogar seis temporadas.Foram 55 jogos e 16 golos, o primeiro no encontro inaugural da época 2005/2006: marcou aos húngaros do Debreceni, no triunfo caseiro por 3-0, em jogo da primeira mão da terceira pré-eliminatória da “Champions”.Exceptuando as pré-eliminatórias, o primeiro tento aconteceu a 10 de abril de 2007, quando conseguiu um “bis” face à AS Roma (7-1), na segunda mão dos quartos de final.O golo inaugural na fase de grupos da Liga dos Campeões aconteceu face ao Sporting, no triunfo por 1-0 em 2007/2008. Foi o primeiro de oito marcados nessa época e que lhe valeram o título de melhor marcador - feito que repetiria na passada temporada.O último aconteceu precisamente na final, face ao Chelsea, em Moscovo, um remate de cabeça que não deu hipóteses a Petr Cech.O encontro chegaria ao desempate por grandes penalidades e Ronaldo falharia a sua, sendo salvo por uma escorregadela de John Terry e, depois, por Van der Sar, que deteve o último pontapé, de Anelka.Na época seguinte, voltaria à final, perdida a 27 de maio de 2009, face ao FC Barcelona e a Lionel Messi, no Estádio Olímpico de Roma. Foi o seu último encontro pelo Manchester United.A troco de 94 milhões de euros, o Real Madrid foi contratar ao Manchester United a “estrela” portuguesa e não tem dado por mal empregue o dinheiro: na Europa, soma já 40 golos pelos “merengues”, em apenas 42 jogos.Cristiano Ronaldo ainda não conseguiu, porém, levar o Real Madrid ao tão ansiado 10.º título europeu: ficou-se pelos “oitavos” (eliminado pelo Lyon) na primeira época e nas “meias” nas últimas três, caído perante FC Barcelona, Bayern Munique e Borussia Dortmund, respectivamente.O português começou inspirado a presente temporada europeia, com o segundo “hat-trick” europeu, no reduto do Galatasaray (6-1), e prosseguiu hoje com um “bis”, ao FC Copenhaga, no 100.º jogo europeu. São cinco golos, em apenas dois jogos.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo