Arquivo | 11-10-2013 18:04

GNR detecta origem de descarga de águas residuais em rio de Ponte de Lima

A GNR anunciou hoje o levantamento de uma contra-ordenação por descarga de águas residuais para o rio Labruja, em Ponte de Lima, a partir de uma empresa de granitos.Fonte daquela força policial disse à agência Lusa que a situação foi detectada por populares ao final da tarde de quinta-feira, junto ao Arco da Geia, na freguesia de Arcozelo, quando o rio Labruja apresentava um "sedimento branco no fundo do seu leito".A situação foi confirmada no local pelos militares do Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente da GNR. "Seguindo o seu rasto, para montante, verificaram que o mesmo tinha origem em lamas de corte de pedra granítica que chegavam ao rio através de um afluente da sua margem direita", explicou a mesma fonte.Confirmada a proveniência deste foco de descarga, originado por uma "acção de transferência de lamas de um depósito para outro", de uma empresa de granitos, a GNR explicou que "irá ser elaborado o competente auto de contra-ordenação, por rejeição de águas residuais para domínio hídrico".Este auto, explicou ainda a fonte, será posteriormente remetido para Agência Portuguesa do Ambiente, entidade competente nesta matéria.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo