Arquivo | 14-10-2013 19:31

Cinco pessoas feridas em esfaqueamento em escola de Massamá, Sintra

Cinco pessoas foram feridas por um aluno numa escola de Massamá, em Sintra, sendo que duas delas, esfaqueadas pelo jovem, foram encaminhadas para hospitais da Grande Lisboa, disseram hoje à agência Lusa fontes de socorro.Uma funcionária de 40 anos da Escola Secundária Stuart de Carvalhais, em Massamá, foi esfaqueada no pescoço e transportada pelo Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) para o Hospital Fernando da Fonseca (Amadora-Sintra), mas "sem apresentar grandes cuidados", disse fonte policial.Um jovem de 16 anos, também esfaqueado, foi transportado para o Hospital de Santa Maria. Mais três jovens, igualmente alunos da escola, sofreram escoriações ligeiras e foram auxiliados pelo INEM no local.Segundo fonte policial, o jovem suspeito terá feito explodir um explosivo 'very light' num dos pavilhões da escola, provocando a saída dos alunos das aulas. À medida que os alunos saíam, o suspeito "ia esfaqueando indiscriminadamente os jovens", contou à Lusa um aluno.“Quando a funcionária o tentou parar, ele esfaqueou-a no pescoço e depois desatou a correr. Três alunos foram atrás dele, apanharam-no e viram que na mala ele tinha várias facas”, descreveu.Outra aluna descreveu os momentos "horríveis" vividos dentro das salas de aula: "Ouvimos o rebentar de uma 'bomba' e saímos das aulas porque estávamos a sufocar. Depois vários viram que ele tinha facas".A mesma aluna disse que o jovem suspeito de ter esfaqueado os colegas era “normal, apesar de ser introvertido”.À porta da escola, pelas 18h00 estavam dezenas de pais e alunos que se deslocaram ao local para tomar conhecimento da situação. A secundária, tal como o aluno suspeito de esfaquear os colegas e a funcionária, “é normal e calma e nunca se teve conhecimento destes casos", disse um dos encarregados de educação.Às 17h45 encontrava-se ainda no local uma viatura do INEM e vários elementos da PSP.O caso ocorreu cerca das 16h15 e o aluno suspeito foi conduzido à esquadra de Massamá pela PSP, que o apanhou na rua depois de ter fugido da escola.Contactada pela Lusa, fonte da escola informou que às 18h00 as aulas ainda decorriam e que o estabelecimento não prevê encerrar na terça-feira.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Vale Tejo