Arquivo | 23-10-2013 18:05

PSP detém pela segunda vez em quatro meses membros da JCP que pintavam mural

Cinco elementos da Juventude Comunista Portuguesa foram hoje detidos pela PSP no Porto por tentarem pintar um mural alusivo ao arquivamento de uma outra detenção, em 21 de Junho, de 11 membros da JCP por motivo semelhante.Os cinco detidos encontram-se na esquadra de Cedofeita, onde estão a ser ouvidos pela PSP.Por volta das 17:20, um elemento da Câmara do Porto fotografou os primeiros esboços do mural feitos a lápis pelos jovens numa parede da Escola Secundária Infante D. Henrique, na Praça da Galiza.O incidente cujo arquivamento este mural visava assinalar ocorreu a 21 de Junho, quando onze jovens da JCP foram detidos junto à mesma escola do Porto.Na ocasião, os membros daquela juventude partidária estavam a pintar um mural alusivo aos dois anos de Governo de Pedro Passos Coelho, conforme disse na ocasião Belmiro Magalhães, da Direcção de Organização Regional do Porto (DORP) do PCP."Foi uma detenção ilegal, tendo em conta tratar-se de um direito constitucional", acrescentou na altura este dirigente, em declarações à Lusa, à porta da esquadra para onde os jovens foram levados pela PSP.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1377
    15-11-2018
    Capa Médio Tejo