Arquivo | 30-10-2013 14:45

Susana Bexiga é a primeira mulher a presidir à Casa do Benfica em Alhandra

Susana Bexiga é a primeira mulher a presidir à Casa do Benfica em Alhandra

Dirigente de 40 anos, que esteve ligada à fundação da casa do emblema da águia em Alhandra há 11 anos, preside à Casa do Benfica há um ano. Benfiquista ferrenha, vê todos os jogos no estádio da Luz, enquanto na Casa adopta um postura mais institucional. Apela à união dos benfiquistas na dinamização da casa alhandrense.

Susana Bexiga é a primeira mulher a presidir à Casa do Benfica em Alhandra desde que a colectividade foi criada em 7 de Outubro de 2002. Ajudou a fundar o emblema da águia numa vila de maioria encarnada, é adepta e sócia ferrenha do clube e aceitou, há um ano, encabeçar lista única candidata à direcção depois de um vazio directivo de algum tempo. Foi eleita por unanimidade e espera agora que esse sentimento invada os benfiquistas e os leve cada vez vez a frequentar a casa.Os tempos não estão fáceis. À falta de poder de compra, juntam-se as derrotas dos encarnados da última época e resultados e exibições recentes menos conseguidas. “Quando uma colectividade como nós vive das receitas do bar, se vêm menos benfiquistas há menos receita. Por isso é que apelo aos sócios para que frequentem a nossa casa, tragam amigos benfiquistas e venham ver os jogos e ver as boas condições e serviços que oferecemos, deixando de lado algum comodismo”, desafia Susana Bexiga.A dirigente que sucedeu a uma comissão administrativa, tem a cumprir um mandato de três anos. O primeiro objectivo concretizou-se com a normalização de contactos com o Benfica. Pela frente pretende chamar os benfiquistas de Alhandra e ir ao seu encontro. “Estivemos no 25 de Abril, no largo da praça, com crianças das escolas e uma mini-baliza de futebol, onde não faltou a presença da águia Vitória. Fomos também mostrá-la a um lar de idosos. Participámos nas tasquinhas de Alhandra em Junho e vamos ver se conseguimos fazer alguma coisa no final do ano”, exemplifica a dirigente. Há ainda os almoços mensais (o próximo a 8 de Dezembro) para unir a família benfiquista. A dirigente espera ainda que no actual mandato seja possível criar uma equipa de cicloturismo.Mulher num mundo masculinoA presidente tem 40 anos e é bancária em Lisboa. Nasceu na capital mas vive desde sempre em Alhandra. Era frequentadora ocasional da Casa do Benfica em Alhandra e como presidente assume a sua primeira experiência no dirigismo associativo. É depois de sair do trabalho, mais à noite e ao fim-de-semana, que Susana se dedica mais ao trabalho pelo emblema encarnado. Às segundas é a vez das reuniões de direcção. É por si que passam as relações institucionais com o Benfica, como a organização da exposição sobre o primeiro século de vida do clube da águia, com fotografias, textos e documentos, que está patente na sede até final de Novembro. Susana Bexiga garante que a Casa do Benfica em Alhandra costuma ter um ambiente desportivo agradável, onde é possível estar mulheres e famílias, seja a beber um café, a comer um petisco confeccionado por detrás de um extenso balcão vermelho ou a ver a equipa jogar. Há fotografias de momentos marcantes do clube nas paredes, cachecóis da Casa do Benfica, e muitas cadeiras e mesas para os benfiquistas se centrarem à frente da televisão. Não faltam ainda duas mesas de snooker, com pano vermelho, no número 5 da rua Miguel Bombarda, no centro da vila.A presidente não faz tudo sozinha. Faz questão de agradecer a dirigentes e voluntários como os “veteranos” Vítor, Sequeira e Parreira as horas que têm dedicado à Casa do Benfica. E além da presidente, há mais duas senhoras em cargos dirigentes: Teresa Sousa na direcção e Ana Margarida Viseu na presidência do conselho fiscal.Ser sócio da Casa do Benfica de Alhandra custa um euro por mês, havendo actualmente cerca de 260 sócios. Além das encomenda de bilhetes para os jogos, a Casa vende merchandising oficial do clube, como cachecóis, bolas, bonés, tudo o que o Benfica possa vender no seu estádio.Primeiro ano repleto de desilusões...desportivasSusana Bexiga não perde um jogo do Benfica no Estádio da Luz. É sócia número 45.176 do Benfica e tem lugar cativo no estádio com a filha Carolina, de 14 anos. Foi até Amesterdão ver a final da Taça UEFA, frente ao Chelsea, e a Taça de Portugal, frente ao Guimarães, no Estádio Nacional, ambas perdidas pelos encarnados. Mas o que mais custou à dirigente e logo no primeiro ano como presidente foi a derrota com o FC Porto, que deu o campeonato aos azuis e brancos. “O que eu me fartei de chorar com esse jogo. Custou muito. De resto, não entro em Alvalade e muito menos no Dragão. Recuso-me”, garante, com um sorriso.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1369
    20-09-2018
    Edição Vale Tejo