Arquivo | 01-11-2013 15:03

Garrett McNamara diz que está preparado para tudo

O surfista havaiano Garrett McNamara voltou hoje à Praia do Norte, na Nazaré, e, após testar um mar mais calmo do que segunda-feira, sublinhou estar "preparado para tudo", sem estar impaciente por nova vaga de ondas gigantes."Eu não espero nada, porque se eu tivesse expectativas podia ir-me abaixo. Eu tenho de aguardar pelo que aí vem. Estou preparado para tudo, mas não espero nada", afirmou o havaiano, de 46 anos, após nova sessão do projecto que protagoniza na Nazaré.McNamara, o britânico Andrew Cotton e o português Hugo Vau enfrentaram várias ondas, bastante menores do que na segunda-feira, quando o brasileiro Carlos Burle e o próprio Cotton surfaram ondas passíveis de superar a recordista de McNamara."Estava muito suave e limpo, dava mesmo para surfar hoje, enquanto no outro dia estava com muitos sobressaltos. Hoje estava suave e lindo", referiu McNamara, reiterando que o "canhão da Nazaré" é "surpreendente, porque todos os dias há ondas enormes".Depois de quase três horas na água, Cotton disse ter apreciado o momento de treino, rejeitando que na segunda-feira tivesse havido qualquer "rivalidade" com os restantes surfistas."Essa é uma coisa boa em surfistas e surfistas de ondas gigantes, todos se apoiam, todos conseguem boas ondas e ninguém luta por elas. Foi um dia muito bom (na segunda-feira), mas dias como o de hoje são perfeitos para treinar, porque o mar continua massivo. Foi fantástico", referiu Cotton.A 01 de Novembro de 2011, McNamara bateu pela primeira vez na Praia do Norte o recorde da maior onda surfada, com um registo certificado pela Guiness World Records. Esta mesma onda, valeu-lhe o prémio de maior onda da competição Billabong XXL Global BigWave Awards.O havaiano continuou a tentar a sorte na Nazaré, tendo surfado, a 28 de janeiro de 2013, uma onda que se acredita possa ter chegado aos 30 metros. No entanto, McNamara retirou-a do concurso da Billabong, por ser "fortemente contra" o consumo de álcool e aquele ser patrocinado pela cerveja mexicana Pacífico.Na altura, McNamara realçou o seu gosto pelo surf, considerando que não necessitava que um painel da Billabong medisse a dimensão da onda.Na última segunda-feira, além de Burle, também Cotton surfou uma onda que se considera passível de superar a de Janeiro de McNamara, enquanto os brasileiros Felipe Cesarano, Pedro Scooby e Maya Gabeira, que ficou inconsciente e fracturou o perónio direito, também investiram em ondas gigantes.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo