Arquivo | 01-11-2013 09:02

Tenista João Sousa admite que jogar uma final de um grand slam é algo irreal

João Sousa, que alcançou a melhor classificação de sempre no circuito profissional de um tenista português, ao figurar na 47.ª posição, admitiu hoje que "jogar uma final de um `grand slam´ é algo irreal".O atleta, que conquistou o primeiro título ATP da história do ténis português, ao vencer o torneio da Malásia, em Setembro, disse não se sentir "capacitado" para enfrentar uma final desse género, explicando que ainda não tem "nível para esse tipo de finais", em declarações numa sessão se autógrafos numa superfície comercial no grande Porto.João Sousa mostrou-se ainda muito satisfeito com a época que realizou e admitiu que a vitória na Malásia foi "o ponto alto da carreira"."Esta foi a minha melhor época de sempre. O objectivo era chegar ao top 100 e fiquei muito feliz por ter ficado no top 50", afirmou ainda.Para o próximo ano, o atleta português, de 24 anos, garantiu que o objectivo é "manter-se no top 50 e tentar "subir o mais possível no `ranking´ e fazer história"."Também quero ajudar Portugal a chegar ao grupo mundial da Taça Davis", acrescentou ainda João Sousa, que apelidou a mudança de seleccionador (a saída de Pedro Cordeiro, dando lugar a Nuno Marques) como uma "mais-valia para o ténis português".João Sousa dispensa ainda o rótulo de "melhor tenista português, apesar de todos os feitos inéditos", que tem vindo a fazer.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo