Arquivo | 06-11-2013 16:08

Auditoria anunciada pelo novo presidente da Câmara da Nazaré não preocupa ex-autarca

O ex-presidente da Câmara da Nazaré Jorge Barroso disse hoje não estar preocupado com a auditoria à câmara anunciada pelo seu sucessor, afirmando que em vinte anos de gestão não terá feito nada para lesar a população.“Não me preocupa minimamente que seja feita qualquer auditoria e desafio-o [ao actual presidente, Walter Chicharro] a auditar todos os processos dos últimos vinte anos”, afirmou à Lusa Jorge Barroso (PSD).O ex-presidente da Câmara da Nazaré reagia à intenção divulgada pelo seu sucessor de avançar com uma auditoria à autarquia. O socialista Walter Chicharro, eleito a 29 de Setembro, diz ter encontrado a câmara em “situação preocupante”.Em declarações à Lusa, Walter Chicharro afirmou na terça-feira que a dívida da autarquia é superior àquela de que tinha conhecimento (ascende a cerca de 40 milhões de euros) e criticou a gestão de Jorge Barroso, alegando que há risco de devolução de fundos comunitários e que existem alguns contratos de prestação de serviços ou de alugueres de espaço prejudiciais para o município.Jorge Barroso refutou hoje as acusações e assegurou que “a situação financeira da câmara está em condições de ser resolvida com o PAEL [Programa de Apoio à Economia Local]”, que só não foi enviado “para o Tribunal de Contas porque o PS sempre foi contra”. No anterior mandato entendeu-se, por isso, que deveria ser o socialista “a decidir se quer ou não avançar com o processo”.Convicto de que “do ponto de vista estratégico é mau andar a fazer grande alarido sobre a situação da dívida”, Jorge Barroso desafiou o seu sucessor a “deixar de ser oposição e assumir a gestão da autarquia, com todas as dificuldades que lhe estão inerentes e que nunca foram escondidas”.Caso contrário, acrescentou, “se não está preparado para gerir, admita”.“Posso ter cometido alguns erros durante estes 20 anos [de gestão da autarquia], mas nunca com a intenção de lesar a qualidade de vida da população, que é para a garantir que as autarquias existem”, disse.A Câmara da Nazaré anunciou na terça-feira a realização de uma auscultação a funcionários, fornecedores e população para recolher sugestões sobre que tipo de auditoria deve ser feita à gestão do anterior presidente da autarquia.A auscultação vai iniciar-se até ao final da semana e decorrer durante 30 dias, ao longo dos quais os interessados em participar terão à disposição no sítio do município na internet um formulário que não exige identificação e em que podem sugerir as áreas, serviços ou processos que gostariam de ver auditados.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Médio Tejo