Arquivo | 11-11-2013 16:20

Emigrante português condenado por posse de arma que guardava por medo de credor

Um emigrante português no Reino Unido foi condenado na sexta-feira a 27 meses de prisão por posse ilegal de uma arma de fogo que lhe tinha sido entregue por um homem a quem devia dinheiro.De acordo com o relato do julgamento publicado hoje pelo jornal local Watford Observer, Pedro da Costa chegou ao Reino Unido em 2007 à procura de melhores condições de vida.Porém, cinco anos depois confrontou-se com problemas com dívidas e precisava de dinheiro para pagar a renda da casa.Foi então que pediu 600 libras (716 euros) a um desconhecido que conheceu num café frequentado por portugueses em Watford, 34 quilómetros a norte de Londres, em Agosto de 2012.Mesmo após receber um terço do montante, o homem manteve o carácter ameaçador, telefonando ou aparecendo frequentemente em casa do português, que vivia com a companheira e duas crianças.Foi neste clima de medo, referiu em tribunal, que Pedro Costa, actualmente com 26 anos, aceitou guardar um revólver e munições.Três meses depois, em Novembro do ano passado, a polícia apresentou-se na residência com um mandado de busca por suspeita de posse de drogas.Imediatamente, o português confessou a posse da arma, que mantinha dentro de uma meia numa gaveta do quarto, e as circunstâncias em que a recebeu.O receio de represálias forçou a companheira a regressar a Portugal e outros membros da família a receberem protecção policial, acrescenta o Watford Observer.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo