Arquivo | 14-11-2013 18:24

Seleccionador da Suécia lembra que vai defrontar Portugal e não apenas Ronaldo

O seleccionador sueco de futebol reconheceu hoje a importância do confronto entre Cristiano Ronaldo e Zlatan Ibrahimovic nos "play-offs" de qualificação para o Mundial2014, mas lembrou que a sua equipa vai "defrontar Portugal e não apenas Ronaldo".Erik Hamrén voltou a atribuir "claro favoritismo" à selecção portuguesa, assinalando que esta fase eliminatória, pela qual a equipa lusa passou para se apurar para as duas últimas grandes competições (Mundial de 2010 e Europeu de 2012), "é uma novidade absoluta" para a Suécia."Ronaldo é importante. É uma grande estrela e um jogador de classe mundial, mas Portugal tem mais 12 jogadores em campo e também são muito bons. Não nos podemos concentrar apenas num jogador. Temos de perceber que vamos defrontar Portugal e não apenas Ronaldo", sustentou Hamrén, admitindo que Portugal "tem uma equipa realmente forte".Na conferência de imprensa realizada no Estádio da Luz, em Lisboa, palco do jogo de sexta-feira, o treinador sueco antecipou um duelo "equilibrado" entre Ronaldo e Ibrahimovic, lembrando que os dois jogadores "têm marcado muitos golos nesta época", mas sem esconder a preferência pelo compatriota, até na votação para a Bola de Ouro."Já escolhi [os três jogadores que os seleccionadores nacionais designam para receberem o troféu] e já entreguei os papéis. Posso dizer que o Ibrahimovic é o meu número um. É um jogador de classe mundial, é o meu capitão. Quanto aos outros, saberão depois", confidenciou Hamrén, com um largo sorriso.O treinador reconheceu que "as luzes estão todas apontadas" a Ibrahimovic, mas considerou que isso não será prejudicial pois o avançado "está habituado a isso", voltando a advertir que a qualificação de uma das selecções para a fase final do Campeonato do Mundo não se resumirá ao desempenho das suas estrelas."Existe um duelo entre eles [Ronaldo e Ibrahimovic], mas precisamos, em primeiro lugar, de ser bons enquanto equipa. Se isso acontecer, será mais fácil ele [Ibrahimovic] decidir o jogo. Zlatan está em muito boa forma e isso é importante para nós", reconheceu.Hamrén atribuiu, de novo, o favoritismo à equipa lusa, mas, desta vez, explicou porquê: "Portugal tem melhor posição no ranking, esteve no último Euro e quase chegou à final, tendo perdido apenas no desempate por grandes penalidades com a Espanha, e, além disso, jogam em casa"."São grandes favoritos, mas acreditarmos em nós e vamos tentar obter um bom resultado. Lembrem-se que são dois jogos. Queremos ir ao Brasil e acreditamos nisso desde o início da qualificação. Tentámos ser primeiro no grupo, mas a Alemanha foi muito forte. Vamos fazer tudo ao nosso alcance", garantiu.O seleccionador recordou que esta eliminatória "é uma novidade absoluta" para a Suécia, que se prepara para disputar pela primeira vez uns "play-offs", mas advertiu que, tal como aconteceu durante a fase de grupos, é nestes jogos importantes que a equipa escandinava "mostra o seu valor".Hamrén manifestou-se ainda agradado com a estatística que indica que a Suécia nunca perdeu em Portugal, tendo conquistado quatro vitórias e três empates em sete encontros: "Adoro as estatísticas quando são a nosso favor, por isso vamos acreditar nela. Passou-se o mesmo com a Alemanha, em Berlim, onde voltámos a não perder (4-4)... mas foi por pouco".Portugal recebe a Suécia na sexta-feira, no Estádio da Luz, em Lisboa, em jogo com início às 19h45 horas e arbitragem do italiano Nicola Rizzoli, voltando a defrontar a selecção escandinava quatro dias mais tarde, a 19 de Novembro, em Solna, num encontro que será dirigido pelo inglês Howard Webb.O vencedor da eliminatória apura-se para a fase final do Campeonato do Mundo de futebol de 2014, que se vai realizar no Brasil, entre 12 de Junho a 13 de Julho.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo