Arquivo | 18-11-2013 09:06

Novo restaurante português em Pequim tenta cativar classe média emergente

Uma empresa luso-chinesa vai abrir um restaurante português em Pequim no fim de Novembro, "centrado na churrascaria" e destinado a cativar o paladar da nova classe média local, anunciou hoje à agência Lusa um dos responsáveis do projecto."Queremos dar a conhecer novos sabores. Sabemos que há uma nova classe média chinesa que gosta de jantar fora e de experimentar coisas novas", disse o gerente do "Dom Frango", Alexandre Prata.O restaurante tem um ‘chef' português, Armindo Alves, e, além de "frango no churrasco", servirá polvo grelhado, arroz de pato, sapateira recheada e outros pratos típicos portugueses.Sede de um município com cerca de vinte milhões de habitantes, Pequim tem apenas um restaurante português, o "Camões", situado num hotel de cinco estrelas."Dom Frango" assume-se como "um restaurante de massas, mas com qualidade".O novo restaurante, com cerca de 80 lugares, fica num centro comercial junto à 3.ª Circular de Pequim, uma das artérias mais movimentadas da capital chinesa."A ideia, que já tem alguns anos, é lançar aqui uma cadeia de restaurantes de culinária portuguesa", adiantou Alexandre Prata.Nos últimos anos, e sobretudo desde os Jogos Olímpicos de 2008, abriram em Pequim centenas de restaurantes estrangeiros, nomeadamente coreanos (a maior comunidade de expatriados), japoneses, italianos, indianos, franceses, espanhóis e mexicanos.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo