Arquivo | 25-11-2013 15:11

GNR detém suspeito de furto de gado no Baixo Vouga

A GNR anunciou hoje a identificação de um homem de 51 anos suspeito do furto de gado bovino na região do Baixo Vouga Lagunar, que tem gerado preocupação entre os produtores locais.De acordo com a GNR, o suspeito foi identificado após a denúncia do furto de dois bovinos que ocorreu na madrugada de domingo em Salreu, Estarreja."Na manhã seguinte, alguns populares encontraram um dos bovinos perto da A29 [autoestrada] e viram uma carrinha suspeita, pertencente a um comerciante de animais, residente em Oiã, Oliveira do Bairro", disse à Lusa fonte da GNR.Durante uma busca à residência do suspeito, a força policial encontrou o outro bovino furtado, além de diverso material que poderá estar relacionado com o furto de gado, nomeadamente centenas de pares de brincos de identificação e de passaportes de bovinos.O suspeito foi constituído arguido, tendo ficado sujeito a termo de identidade e residência, e foi notificado para comparecer hoje no Tribunal de Estarreja.Desde Agosto, terão sido furtados mais de 40 animais, segundo dados da Associação de Lavoura do Distrito de Aveiro (ALDA), que enviou uma exposição a diversas entidades públicas, alertando para a situação e "para que sejam indemnizados os agricultores lesados"."Sendo o Baixo Vouga Lagunar uma região onde o pastoreio directo assume importância maior, que permite a produção de carne e leite de qualidade excepcional, deverá ser dada atenção especial, tendo em conta os contornos que a actual situação assume", defende a ALDA.A situação, segundo a ALDA, tem estado a gerar um clima de insegurança entre os produtores que são obrigados a recolher o gado diariamente, o que aumenta os custos e prejudica a qualidade, já que os animais permaneciam habitualmente nos campos durante a noite.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo