Arquivo | 28-11-2013 12:07

Empresário investe de 3,5 ME em Amarante em centro de investigação internacional

Um investidor português vai avançar em Amarante com uma clínica de medicina dentária que incluirá um centro de investigação e formação internacional, num investimento que pode chegar aos 3,5 milhões de euros.Rui Monterroso, o promotor, disse hoje à Lusa que o projecto está a ser preparado para atrair médicos-dentistas, investigadores e formandos de vários países.Para potenciar o projecto internacionalmente, começa hoje uma visita às instalações de uma empresa espanhola, na área da biotecnologia, que terá mostrado "grande interesse" em associar-se ao projecto sediado em Portugal.O empresário, que é proprietário de clínicas em Celorico de Basto e Mondim de Basto, anunciou que, com o apoio de uma instituição bancária, será possível criar em Amarante uma clínica de referência internacional preparada para receber clientes no norte da Europa e de Angola.Luís Monterroso sublinhou o potencial daquilo que designou como "mercado emergente do turismo dentário".A proximidade de Amarante ao aeroporto do Porto, a existência, naquela cidade, de boas unidades hoteleiras e de um campo de golfe foram factores que conduziram à escolha da localidade.Para Rui Monterroso, a qualidade do centro de investigação e da clínica atrairá médicos, investigadores, formadores e formandos estrangeiros à cidade, o que ajudará a sua dinamização económica, sobretudo nos domínios da hotelaria, restauração e comércio."Foi fácil defender a escolha de Amarante", observou, frisando ser possível ter "qualidade de vida em Portugal em muitas zonas do país, sem serem necessariamente dentro dos grandes aglomerados urbanos".O local onde se vai instalar a clínica já está escolhido, devendo ser no centro de Amarante, num espaço com cerca de 1.100 metros quadrados.O investimento inicial é de dois milhões de euros, devendo atingir os 3,5 milhões de euros num horizonte temporal de quatro anos.No arranque, o promotor espera criar 10 postos de trabalho directos e cerca de 20 indirectos."A criação de emprego é uma das vertentes que mais me estimula na implementação desta clínica. Espero que este projecto possa ajudar a evitar a saída de alguns quadros qualificados do país", salientou.O empresário mostrou-se reconhecido pelo interesse manifestado pelo presidente da Câmara de Amarante, José Luís Gaspar, nomeadamente a criação de condições para instalação da clínica naquela cidade.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo