Arquivo | 20-12-2013 11:51

Queda de parede em escola moçambicana provoca morte de três alunos

Três jovens morreram e outros três ficaram gravemente feridos na quinta-feira após o desabamento de uma parede de uma escola primária da província de Nampula, norte de Moçambique, devido às chuvas, disse hoje o director da instituição.As vítimas mortais e os feridos tinham idades compreendidas entre 12 e 14 anos, segundo avançou Atuhur António, o director da Escola Primária de Mutomote, que explicou que os alunos se encontravam a consultar pautas de classificação anual na altura do acidente.Os três menores que sofreram ferimentos graves estão internados no Hospital Central de Nampula.Segundo Atuhur António, a unidade de ensino foi construída com materiais precários, que não resistiram à intempérie que assolou a região na quinta-feira, e que terá destruído dezenas de casas em bairros da cidade de Nampula.Outras salas de aula estarão em risco de desabar, informou o responsável.O Instituto Nacional de Gestão de Calamidades de Moçambique (INGC) estima que pelo menos 14 pessoas tenham morrido e sete ficado feridas em todo o país devido às chuvas.Henrique Banze, vice-ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, e porta-voz do Conselho de Ministros, referiu que mais de 1.235 casas foram totalmente destruídas e 899 parcialmente danificadas durante a presente época das chuvas.Recentemente, o Conselho de Ministros aprovou o Plano de Contingência que disponibiliza um orçamento estimado em 152 milhões de meticais (3.715 milhões de euros) para minimizar o impacto das calamidades naturais na época chuvosa 2013/2014.O Instituto Nacional de Meteorologia (INAM) prevê que a época das chuvas 2013/2014, que se iniciou em Outubro do corrente ano, continue até Março de 2014 em Moçambique.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo