Arquivo | 27-12-2013 09:54

Marrocos pede ajuda a Espanha para desencalhar petroleiro

Marrocos pediu ajuda a Espanha para tentar pôr a navegar um petroleiro que encalhou perto do porto marroquino de Tan Tan, com cinco mil toneladas de combustível, indicou na quinta-feira uma fonte do Ministério do Ambiente em Rabat.Por sua vez, as autoridades espanholas de Lanzarote, ilha das Canárias que dista 200 quilómetros do local do incidente, anunciaram, em comunicado, ter pedido um ponto da situação urgente ao Consulado de Marrocos, na ilha de Gran Canaria, nomeadamente sobre o "nível de risco" que pode estar em causa.Segundo as autoridades de Lanzarote, o navio terá derramado alguns resíduos poluentes.O navio, marroquino, proveniente das Canárias, encalhou na segunda-feira à noite perto da entrada do porto de Tan Tan, depois de ter colidido com rochas, de acordo com as autoridades locais.A carga destinava-se à estação térmica de Tan Tan, cidade a cerca de 300 quilómetros a sul de Agadir.O casco do navio ficou danificado, mas nenhuma fuga de combustível foi assinalada, indicou à agência AFP fonte do Ministério do Ambiente marroquino, adiantando que as autoridades de Tan Tan pediram ajuda espanhola, uma vez que as operações para desencalhar o petroleiro se revelaram infrutíferas, devido, designadamente, à forte corrente.A mesma fonte acrescentou que dois navios são esperados das Canárias para tentar rebocar o petroleiro para o largo.Citado pela agência noticiosa marroquina MAP, o director da Agência Nacional de Portos, Mohamed Othmani, afirmou que um rebocador era esperado na quinta-feira, de Las Palmas, na ilha de Gran Canaria, tal como cinco peritos da Holanda, que serão acompanhados por um helicóptero da polícia real marroquina.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo