Arquivo | 27-12-2013 15:59

Morreu a criança de cinco anos vítima do acidente de trânsito em Évora

A criança de cinco anos vítima de um acidente de trânsito quarta-feira na Estrada Nacional (EN) 114, entre Évora e Montemor-o-Novo, morreu quinta-feira no Hospital Santa Maria, em Lisboa, disse à Lusa fonte hospitalar.O acidente resultou da colisão de dois veículos ligeiros de passageiros, após um deles ter colidido com um cavalo à solta e que terá invadido a faixa de rodagem.A criança era filha de um casal, de 52 e 47 anos e residente na zona do Seixal, que morreu no acidente.A menina tinha sido transferida do hospital de Évora para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa, onde se encontrava com "prognóstico muito reservado".O acidente ocorreu às 21:00 do dia de Natal, na Estrada Nacional (EN) 114, entre Évora e Montemor-o-Novo, na zona de São José da Peramanca, quando um automóvel ligeiro de passageiros embateu no cavalo, que atravessou a faixa de rodagem.Além do casal, que seguia na viatura que embateu no cavalo, e da filha, morreu uma mulher, de 83 anos, que viajava no outro automóvel com que o primeiro veículo chocou e onde seguiam também três outras pessoas que sofreram ferimentos graves.Um dos feridos graves é uma rapariga de 13 anos, também transferida de Évora para o Hospital de Santa Maria, onde está internada em estado considerado "estável", indicou à Lusa, na quinta-feira, fonte do Centro Hospitalar de Lisboa Norte, a que pertence o hospital Santa Maria.Os outros dois adultos feridos que viajavam na mesma viatura, uma mulher de 47 anos e um homem de 51, já foram transferidos de Évora para o hospital de Portimão, na sua área de residência.Na viatura do casal, que regressava a casa após passar a consoada no Alentejo, além da filha de cinco anos, seguia ainda uma idosa de 82 anos, que se mantém internada nos cuidados intensivos do hospital de Évora.Segundo fontes policiais, a PSP de Évora está a investigar as circunstâncias em que ocorreu o acidente na EN 114, desconhecendo ainda a identidade do dono do cavalo envolvido, alegadamente o causador do desastre e que também morreu.Apesar de o cavalo ter chip, referiram as fontes, "não é fácil identificar o proprietário do animal"."A Polícia está a investigar todo o processo, embora tudo indique que seja o cavalo a causa do acidente", disseram as fontes.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo