Arquivo | 30-12-2013 09:11

Michael Schumacher permanece em estado crítico

O ex-piloto alemão Michael Schumacher, sete vezes campeão mundial de Fórmula 1, permanece em “estado crítico” no Hospital de Grenoble, na sequência do acidente de esqui sofrido na manhã de hoje na estância de Méribel, nos Alpes franceses.Num comunicado, publicado cerca das 22:30 locais (21:30 em Lisboa), em conjunto com o serviço de imprensa do campeão germânico, o hospital indicou que Schumacher “sofria, à chegada, de um traumatismo craniano grave, com coma, que necessitava de uma imediata intervenção neurocirúrgica”.“Ele permanece numa situação crítica”, acrescenta o breve comunicado - assinado por dois médicos e o director adjunto do hospital -, que foi lido perante os jornalistas, no Centro Hospitalar Universitário (CHU) de Grenoble, para onde foi transferido de helicóptero, desde a estância alpina de Méribel.O porta-voz do hospital precisou que a próxima comunicação sobre o estado de saúde de Michael Schumacher não será feita antes das 11:00 locais (10:00 em Lisboa) de segunda-feira.O antigo piloto sofreu na manhã de hoje (11:07 locais, 10:07 em Lisboa) um acidente de esqui, quando chocou com a cabeça contra uma rocha, numa altura em que esquiava fora da pista da estância de Méribel, nos Alpes franceses.Schumacher foi inicialmente hospitalizado em Moutiers, mas, pelas 12:45 locais (11:45 em Lisboa), foi transferido para Grenoble, de forma a realizar mais exames, ao concluir-se que o seu estado poderia ser mais grave do que inicialmente parecia.Na primeira informação oficial, prestada pelo director-geral da estância de Meribel, Christophe Gernignon-Lecomte, Schumacher não estaria mal: "Está no hospital de Moutiers, está consciente e, normalmente, o acidente não é demasiado grave", disse.Sabine Kehm, porta-voz do antigo piloto, anunciou entretanto que Schumacher "levava capacete e não estava sozinho" quando aconteceu o acidente e que "mais ninguém esteve envolvido”.Segundo a rádio France Info, Schumacher, que é dono de uma casa em Méribel, estava acompanhado pelo filho de 14 anos.O neurocirurgião Gerard Saillant, amigo pessoal de Schumacher, viajou, entretanto, de Paris para Grenoble, onde já se encontra, a acompanhar directamente o processo.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo