Arquivo | 29-07-2015 18:07

Meia Via vai ter um Espaço do Cidadão

Equipamento não estava inicialmente nos planos da Câmara de Torres Novas, o que surpreendeu a oposição

A sede da Junta de Freguesia de Meia Via vai acolher em breve um Espaço do Cidadão (EC) que permitirá aos moradores tratar, via Internet, de cerca de 80 assuntos de diversos serviços públicos. Uma situação que não estava prevista inicialmente. “A Meia Via é a única junta de freguesia do concelho que não tem um funcionário administrativo a tempo inteiro e esta é uma forma de dar resposta à população”, explicou o presidente da Câmara Municipal de Torres Novas, Pedro Ferreira (PS), na última reunião camarária.A proposta levantou duras críticas por parte do vereador Henrique Reis (PSD), que foi presidente da Junta de Freguesia da Chancelaria durante mais de duas décadas, que avivou a memória do presidente do município acerca do acordo que ambos fizeram para a implementação de um EC na Chancelaria, o que ainda não se verificou. “A Meia Via está a cinco minutos de Torres Novas e os moradores da zona norte vão ficar completamente desfavorecidos porque têm de deslocar mais de dez quilómetros para aceder a estes serviços. Não deviam ter os mesmos direitos?”, indagou o vereador social-democrata. Para Henrique Reis, esta medida não passa de um “favor político” de câmara à junta da Meia Via, que leva ao abandono de freguesias como a Chancelaria, Assentis e Pedrogão.Pouco satisfeita com a novidade ficou também Filipa Rodrigues, vereadora da CDU, que considerou a abertura deste espaço na Meia Via como algo “absolutamente perverso”. Na opinião da vereadora, a câmara está a assumir responsabilidades que não lhe competem e encargos financeiros acima das suas possibilidades. “O processo ainda não está fechado”, sublinhou Pedro Ferreira, deixando a garantia de que a proposta de implementação de um Espaço do Cidadão na Chancelaria irá ser levada em breve a reunião de câmara. Contactado por O MIRANTE, o presidente da Junta de Freguesia da Chancelaria, Alfredo Antunes (PS), afirma concordar com a implementação do espaço na Meia Via por uma questão de “solidariedade” e mostra-se confiante de que “o presidente da câmara não vai falhar ao prometido”. Torres Novas e Riachos vão ser as outras duas localidades onde vão implementados os Espaços do Cidadão, tal como está definido no protocolo que a Câmara de Torres Novas assinou com a Agência para a Modernização Administrativa, a 16 de Janeiro deste ano, em conjunto com mais 12 autarquias da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT).

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo