Cavaleiro Andante | 08-05-2012 07:14

Barreiras linguísticas

Barreiras linguísticas
O maestro Délio Gonçalves, da banda do Ateneu Artístico Vilafranquense, era um homem feliz no final do quarto concurso de bandas que ele próprio dinamizou. Tudo correu bem e só na cerimónia de encerramento é que a barreira linguística atrapalhou um pouco. Um dos elementos do júri, Jo Conjaerts, holandês, foi chamado ao palco para entregar um prémios mas como não percebia nada de português, pensou que o prémio era para ele. Para a próxima é bem melhor comunicarem todos apenas através da música...

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo