Cavaleiro Andante | 21-12-2018 10:00

Quem tem cu tem medo.

Quem tem cu tem medo.
CAVALEIRO ANDANTE

A tragédia de Borba, com o abatimento de uma estrada entre pedreiras que causou cinco mortes, reavivou o olhar crítico da opinião pública.

A tragédia de Borba, com o abatimento de uma estrada entre pedreiras que causou cinco mortes, reavivou o olhar crítico da opinião pública, e consequentemente da classe política e das entidades responsáveis, sobre o estado das infraestruturas rodoviárias. E o nó de Rio Maior do IC2, que já tinha estado fechado em 2016 por razões de segurança, devido à instabilidade de um talude numa extracção de areia, voltou agora a ser encerrado pela Infraestruturas de Portugal. Como disse o vice-presidente da Câmara de Rio Maior, Filipe Santana Dias, na última reunião camarária, citando eufemísticamente um velho chavão popular, “quem tem certas partes do corpo tem medo”. E sendo assim, o melhor mesmo é jogar pelo seguro, não fosse o diabo tecê-las...

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1390
    13-02-2019
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1390
    13-02-2019
    Capa Médio Tejo