Cultura | 19-03-2005 13:46

Secretário de Estado entrega Prémios Almada e Ribeiro da Fonte

O secretário de Estado da Cultura entrega hoje, em Lisboa, os prémios Almada e Revelação Ribeiro da Fonte, numa cerimónia onde a actriz e encenadora Fernanda Lapa receberá a Medalha de Ouro de Mérito Cultural.

A cerimónia, presidida pelo secretário de Estado da Cultura, Mário Vieira de Carvalho, decorrerá a partir das 23:25, na sala Garrett do Teatro Nacional D. Maria II.João Brites, fundador da companhia teatral O Bando receberá o Prémio Almada, e o encenador e actor Igor Gandra, o Prémio Revelação Ribeiro da Fonte.A actividade artística de Fernanda Lapa justifica a entrega desta medalha de mérito, cujo processo foi iniciado no governo anterior, disse à agência Lusa fonte do teatro D. Maria II.Fernanda Lapa começou a sua carreira em 1962 no Teatro dos Alunos Universitários de Lisboa. Uma das fundadoras da Casa da Comédia, em Lisboa, foi neste espaço que se estreou como actriz na peça de Almada Negreiros "Deseja-se Mulher". A mesma peça com que se estreará, em 1972, como encenadora, também no mesmo espaço teatral.Desde então tem dirigido peças de teatro, "teatro-dança" e óperas, desenvolvendo paralelamente acções pedagógicas nas áreas do teatro e do cinema.Em 1979 foi bolseira da secretaria de Estado da Cultura, na Polónia, onde trabalhou com Szajna e Zigmunt Hubner na Escola Superior de Encenação de Varsóvia. Estagiou no Teatro Laboratório de Grotowski, no Teatro Contemporâneo de Wroclaw e no Teatro Stary de Cracóvia.Em 1995 foi co-fundadora da "Escola de Mulheres" de que é directora artística, projecto que pretende privilegiar a criação e o trabalho feminino no teatro.Os Prémios Almada e Revelação Ribeiro da Fonte 2004 serão entregues antes do espectáculo "Tudo isto é Fado!", com Luísa Cruz e Jeff Cohen, inserido no programa "Teatro (Des) Concertante", no âmbito do Dia Mundial do Teatro.O Prémio Almada distinguiu este ano João Brites, fundador e director do Teatro O Bando, pelo "extraordinário contributo para o teatro português dos últimos 30 anos".O Prémio Revelação Ribeiro da Fonte 2004 foi atribuído a Igor Gandra, encenador, actor e marionetista, e visa distinguir "a contemporaneidade e inovação que partilha e questiona com o seu público".Os Prémios Almada e Revelação Ribeiro da Fonte têm por objectivo destacar anualmente os artistas, criadores ou intérpretes, estruturas de produção, difusão ou formação que se tenham distinguido no panorama artístico nacional nas artes do espectáculo.O Instituto das Artes atribuiu ainda em 2004 o Prémio Almada à associação Danças na Cidade, na área da dança, e ao compositor Filipe Pires, na música.O Prémio Revelação Ribeiro da Fonte 2004 distinguiu a coreógrafa e bailarina Vitalina Sousa, na área da dança, e ao compositor Ricardo Rocha, na música.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1372
    10-10-2018
    Capa Médio Tejo