Cultura | 27-03-2006 07:40

Escultura de Luís Qual em Azambuja

A exposição de escultura de Luís Qual marca a reabertura da Galeria Municipal Maria Cristina Correia, em Azambuja, ligada por uma escadaria ao novo jardim urbano da vila com vista para a lezíria.

As esculturas do artista cartaxense produzidas em grés esmaltado e bronze, reunidas na exposição “O Sublime e o Grotesto da Condição Humana”, podem ser vistas até 25 de Abril. Sobre a sua obra escreveu o historiador de arte e investigador, Miguel Leal. “As peças escultóricas estão no fio da navalha: rudes e directas, ou suaves, líricas e oníricas. Nelas o sonho e o pesadelo convivem lado a lado, ambições e vaidades torturam-se, dilaceram-se, em contrastes, não de preto e branco, não maniqueístas e moralizantes, mas cinzentas”.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo