Cultura | 16-07-2008 10:01

“Baptista Bastos – Prosador do Mundo”

Está patente no Museu do Neo Realismo a exposição “Baptista Bastos – Prosador do Mundo”. Baptista-Bastos nasceu no Bairro da Ajuda, em Lisboa, a 27 de Fevereiro de 1934. Considerado um dos exímios prosadores contemporâneos, distinguiu-se no jornalismo, no romance e no ensaio, tendo recebido variadíssimos prémios literários. Frequentou a escola de Artes Decorativas António Arroyo e o Liceu Francês. Começou o seu percurso profissional em “O Século”. Passou pela RTP e pertenceu aos quadros editoriais de “República”, “Europeu” e “O Diário”. Foi redactor, em Lisboa, da Agence France Press. Mas é no vespertino Diário Popular, onde trabalhou vinte e três anos - 1965 a 1988 - que marca o jornalismo da época. Em termos de narrativa ficcional aproximou-se inicialmente de uma estética Neo-Realista. Contudo, na sua evolução como escritor, nunca abandonou um teor marcadamente urbano e de representação social tendo, inclusive, afirmado “Escrever é moral em acção”. Horário: Terça a sexta-feira das 10h00 às 19h00. Sábados das 15h00 às 22h00 e Domingos das 11h00 às18h00. Encerra às segundas-feiras e feriados.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo