Cultura | 23-05-2009 23:18

José Saramago dá nome a nova biblioteca em Almada

A Câmara de Almada inaugurou hoje no Centro Cívico do Feijó, a nova biblioteca municipal “José Saramago”, escritor, Prémio Nobel da Literatura, natural de Azinhaga, Golegã.A obra de 2,1 milhões de euros insere-se na estratégia de ordenamento urbana da autarquia. Assente no conceito das “novas centralidades” e parte integrante da rede municipal de bibliotecas, a biblioteca “José Saramago” está localizada num edifício revestido por um painel de 15 mil azulejos pintados à mão pelo mestre Querubim Lapa, de 84 anos, um trabalho que demorou mais de um ano a ser executado. O autor do painel esteve presente na cerimónia de inauguração e explicou que o seu objectivo do projecto é alargar o conceito tradicional do edifício. “Não gosto do termo biblioteca. Parti, por isso, do conceito de casa dos livros para projectar o meu trabalho”, disse.No interior do edifício, há um painel de homenagem a José Saramago que o autor explica: “uma mulher segura um livro na mão. E o livro tem olhos. Isso é uma chamada de atenção para o livro que nos ajuda a ler e a ver, que nos acompanha na vida, em permanência”. “No meio da figura estão as palavras ‘ama’. Porque o leitor ama aquilo que lê - ama o livro - e porque estas letras estão no meio da palavra Saramago”, acrescentou.Dotada de três andares, este novo centro de cultura e lazer contempla também uma sala polivalente, uma cafetaria, um espaço dedicado às crianças e outro para jovens bem como várias salas de consulta de livros ou de recursos multimédia.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo