Cultura | 19-01-2010 09:42

Saber mais sobre… Feiras, Festas e Romarias de Vila Franca de Xira

O livro “Vila Franca de Xira, Saber Mais Sobre… Feiras, Festas e Romarias”, de autoria de Orlando Raimundo foi apresentado pelo director de O MIRANTE, Joaquim Emídio, no dia 15 de Janeiro na Bolsa de Turismo de Lisboa, inserido na celebração do dia dedicado ao Município de Vila Franca de Xira no stand da Entidade Regional de Turismo de Lisboa e Vale do Tejo. O projecto faz parte de uma colecção de dez volumes dedicados ao município, que tem como objectivo dar a conhecer a riqueza histórica e cultural, bem como as tradições de todo o concelho.Joaquim Emídio destacou por isso, na apresentação deste primeiro volume, que “este roteiro escrito pelo Orlando Raimundo, aumenta a nossa auto-estima e valoriza o nosso bairrismo, o nosso amor a uma região que dá milho e trigo, mas também dá batatas e feijões. E tem um rio que é próximo das nossas aldeias da infância e tem uma charneca tão rica que eu lembro-me de andar por lá a comer as raízes das ervas. Eu acho que a tradição é aquilo que nós queremos que ela seja, independentemente daquilo que é escrito nos livros”, sublinhou o director de O MIRANTE.Foi com esse sentimento que o autor pintou neste guia as cores, os cheiros e os contornos associados às tradições de todo um município. Neste primeiro volume da colecção, ficamos a conhecer mais sobre a Festa do Campo, da Lezíria e do Cavalo, na cidade de Vila Franca de Xira, mas também sobre o Xira Infantil, na Póvoa de Santa Iria, dedicado aos mais pequeninos. O guia faz ainda referência às principais romarias do concelho como as Festas do Sagrado Coração de Jesus, em Vialonga, a Romaria do Senhor da Boa Morte, em Povos, ou as Festas de São Marcos, na Calhandriz, as Festas de são João Baptista, padroeiro de Alhandra e Castanheira do Ribatejo e as Festas da Cidade e de São Pedro, em Alverca.Orlando Raimundo não esquece também os sabores de fazer crescer água na boca e que tão associados estão ao Ribatejo. Na Feira dos Sabores e Saberes, em Vialonga, os visitantes podem provar a rica gastronomia e os bons vinhos da região, desfrutando ainda do artesanato regional.Destaque neste guia para a “pioneira das festas tradicionais com mais forte ligação à cultura ribatejana, a popular Festa do Colete Encarnado, hoje o mais importante e mais emblemático cartaz turístico do Ribatejo”. A Festa Brava traz à cidade milhares de pessoas, para verem touradas, garraiadas, regatas no Tejo, fogo-de-artifício, música, provas desportivas, animação infantil, teatro de rua e ranchos folclóricos. É esse o desafio que Orlando Raimundo deixa no ar com estes seus guias. “É preciso que as pessoas tirem da cabeça aquela ideia pré-concebida e que está completamente errada, de que Vila Franca é uma extensão de Lisboa. Há ali uma fronteira invisível que separa aquele território, seja na gastronomia, no património, nos museus ou nas festas e romarias… Há muito para descobrir. Por isso, vale a pena partir à descoberta de Vila Franca de Xira”, convida o autor.Os guias “Vila Franca de Xira, Saber Mais Sobre…” vão ter uma periodicidade trimestral e o próximo volume vai ser dedicado às Linhas Defensivas de Torres Vedras.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo