Cultura | 06-09-2010 15:09

Festival Materiais Diversos regressa a Minde, Alcanena e Torres Novas

O Festival Internacional de Artes Performativas Materiais Diversos volta este ano a animar a vila de Minde, estendendo-se aos palcos de Alcanena e Torres Novas, num programa diversificado que traz à região alguns dos nomes mais relevantes desta área.Com um vasto cartaz, que se estende de 10 a 25 de Setembro, o Materiais Diversos traz à região artistas internacionais como Antonia Baher, Benoit Lachambre, Louise Lecavalier, Hahn Rowe e Laurent Goldring, este em estreia absoluta em Portugal, David Wampach e Isaac Achega.Filipa Francisco e Joana von Mayer Trindade, com o projecto Solos com Convicção, Martim Pedroso, que se associa ao artista plástico João Pedro Vale e ao dramaturgo Nelson Guerreiro, e Tânia Carvalho, com o seu “Barulhada”, coreografia que junta corpo, bateria e guitarra, são algumas das propostas nacionais da segunda edição deste evento.Tiago Rodrigues, Vera Mantero, Sofia Dias & Vitor Roriz juntam-se ao cartaz de espectáculos, que aposta ainda em novos criadores como Elizabete Francisca Santos & Teresa Silva e Mariana Tengner de Barros.O Materiais Diversos continuou este ano a investir nos projectos em colaboração com as estruturas locais, tendo desafiado Victor Hugo Pontes a transformar um grupo de habitantes da região “numa família imaginária” e o recém-criado Teatro Oficina de Alcanena a “dar vida ao provocador Luiz Pacheco”.Sérgio Azevedo criou uma partitura “onde se cantam as nossas queixas a alto e bom som!” e os Cão Solteiro soltam as memórias de antigos actores do Grupo de Atores Seniores de Minde.Tendo como mote a participação activa da população no evento, os responsáveis do Materiais Diversos desenvolvem ainda um projecto educativo, promovendo a formação de públicos e o contacto dos artistas com a comunidade.Tiago Bartolomeu Costa, crítico de dança e director da revista de artes performativas Obscena, vai dinamizar um atelier do espectador, permitindo o enquadramento e leituras dos espectáculos, enquanto Antonia Baher e Valérie Castan estarão à frente de um “atelier do riso”.Doze intérpretes sem experiência de palco vão juntar-se a três actores num desafio artístico lançado pelo coreógrafo e encenador Hugo Pontes para um espectáculo a exibir nos palcos do cine teatro São Pedro, em Alcanena (10 de Setembro), e do Teatro Virgínia, em Torres Novas (25 de Setembro).O festival promoverá igualmente “mesas rectangulares” para discussão de temas como “que projectos para estes espaços?” – sobre a requalificação de espaços industriais no concelho de Alcanena (dia 11) -, “que relação queremos construir?” – sobre a “cumplicidade entre artistas e programadores” (dia 18) -, “que turismo para esta cultura?” – sobre as potencialidades do turismo cultural (dia 25).Do programa consta ainda, de 17 a 19 de Setembro, o segundo encontro de programadores do Office National de Diffusion Artistique, organismo do Governo francês que promove a mobilidade de programadores franceses por todo o mundo.Sessões com DJs, exibições de vídeos, piqueniques com criadores aos fins-de-semana na Mata de Minde, passeios de bicicleta ou em balões de ar quente são outras das ofertas do Festival Materiais Diversos.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo