Cultura | 07-12-2011 00:46

Santarém mantém festas de Passagem de Ano com o menor custo possível

A Câmara Municipal de Santarém vai manter as festas de passagem de ano “com o menor custo possível”, graças a parcerias com privados, anunciou esta terça-feira o presidente da empresa municipal de Cultura e Turismo CUL.TUR.António Valente, que passou a acumular a presidência desta empresa com a da empresa municipal de reabilitação urbana STR.URB, afirmou que as festividades vão decorrer “de acordo com as restrições” a que a conjuntura actual obriga.Segundo José Valentim, vogal do conselho de administração da CUL.TUR, a festa de final de ano em Santarém tornou-se “um hábito praticamente instituído”, pelo que a autarquia se esforçou por encontrar uma solução que permita manter uma oferta que tem atraído muita gente à cidade.Graças às parcerias com privados, o programa de final de ano em Santarém passará pela existência de dois palcos, com entradas livres, nos jardins da Liberdade e da República, e por um “jantar gourmet” e “rigorosa selecção musical” num ambiente “luxuoso”, pago, no Convento de S. Francisco.A festa nos jardins é promovida pelo grupo de eventos El Galego, que está a instalar, no Jardim da Liberdade, uma tenda “multiusos” que vai acolher um diversificado conjunto de iniciativas, direccionadas a diversos fins e diversos públicos, durante cerca de um mês.A primeira actividade está agendada para sexta-feira à noite, um jantar temático com fado, feito com a Comissão Vitivinícola Regional (CVR) Tejo e que se destina a angariar fundos (10 por cento dos 25 euros de cada entrada) para a aquisição de uma empilhadora para o Banco Alimentar Contra a Fome de Santarém.Sábado, o Latiníssimo Clube e o Grupo André Mesquita promovem uma noite de DJ, que começa com o lançamento de uma banda, os Dunky Fisco – Disco and Funk Band, e que contará com a presença do humorista Herman José.Os alunos do Politécnico são o alvo da festa “Aperta, Aperta com Elas”, agendada para dia 15, sendo o dia seguinte destinado aos alunos do secundário da região, com uma festa que tem por mote a animação sem álcool, pretexto para a promoção de uma cerveja sem álcool.Dia 14, as instituições particulares de solidariedade social (IPSS) do concelho realizam uma Feira Social na tenda, que acolherá igualmente a audição de Natal do Conservatório de Música de Santarém (dia 15). De 18 a 23 de Dezembro, à tarde, a tenda acolhe a Montra de Natal, uma exposição/venda de vinhos do Tejo (10 por cento do valor de cada garrafa vendida reverte para a empilhadora do Banco Alimentar) e uma mostra de artesanato do concelho.Depois do Natal e até à passagem de ano o espaço será destinado a actividades desportivas, acolhendo, dia 5 de Janeiro, a iniciativa da empresa municipal Scalabisport “O Desporto é Solidário”, que se destina à angariação de fundos para as IPSS do concelho.O “banquete e festim de passagem de ano” que se vai realizar no Convento de São Francisco irá igualmente angariar fundos para obras de reabilitação daquele monumento.Essa festa, mais selectiva – o jantar custa 55 euros, 15 euros para quem entrar só para a festa -, vai contar com as iguarias confeccionadas pelo chefe Igor Martinho e os vinhos da Quinta da Ribeirinha e uma selecção musical feita por “DJ nacionais de topo”, sublinhou o promotor do evento Artur Casaca.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo