Cultura | 17-01-2013 00:04

A energia musical dos Ashes já dura há quinze anos

A energia musical dos Ashes já dura há quinze anos
Não é todos os dias que uma banda rock de província que só toca originais e canta em inglês celebra 15 anos. Foi este o motivo que levou O MIRANTE a tentar conhecer melhor os Ashes (cinzas em português) um grupo de Tomar que vai comemorar a efeméride com um concerto no Cine-Teatro Paraíso, a partir das 22h00 de sexta-feira, 18 de Janeiro. Actualmente a banda é composta por David Pais (voz), Eduardo Serraventoso (guitarra), Marco Rosa (violino), Pedro Caldeira (guitarra), João Cardoso (baixo) e Ricardo Neto (bateria).A conversa decorre numa casa emprestada, na Estrada de Leiria, onde o grupo ensaia sempre que pode. Inicialmente chamaram-se Strangers, "como estranhos que ninguém conhecia", explica Pedro Caldeira, da formação inicial da banda, tal como Eduardo Serravantoso. Mais tarde, decidiram que Ashes Rain (chuva de cinzas) soaria melhor. Conta o guitarrista que, no Verão, quando há incêndios costuma cair uma autêntica chuva de cinzas na cidade e foi esse o motivo pelo qual escolheram o nome. Mais tarde decidiram encurtar o nome para Ashes e assim permaneceu. Ao longo de vários anos de progressão, os Ashes acabaram por reunir diversas influências, o que resulta num som muito próprio e variado, fora dos padrões comerciais, onde surgem momentos de alguma fúria e ritmos pesados a par de outros mais melancólicos.* Reportagem completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo